domingo, 10 de julho de 2011

[FIC]A Prostituta-Cap06



Reencontrando o amor platônico

Hinata acordou cedo no dia seguinte e lembrou-se de que tinha que buscar os resultados de seus exames no hospital.


Sentiu-se aliviada por ter atendido apenas um cliente na noite anterior porque assim não estaria tão cansada para acordar naquele horário.

Devido a sua profissão arriscada tinha que estar sempre fazendo exames embora fosse precavida e usasse camisinha com todos os seus clientes sem exceção comforme Anko havia lhe dito. Pelo menos tinha como pagar um plano de saúde para fazê-los.

Ela foi até o banheiro, tomou um banho e escovou os dentes, depois secou-se e vestiu-se com um vestido normal lilás comprido até a altura dos joelhos calçando sandálias baixas estilo sapatilha como gostava.

Deixou os cabelos soltos e não usou nenhuma maquiagem. Preferia sair assim durante o dia, vestida como uma garota normal com dignidade.

Mas por mais que andasse na rua com aquelas roupas decentes, cada vez que via alguma mulher abaixava a cabeça, pois era como se soubessem quem na verdade ela era.

Saiu de casa caminhando calmamente até o hospital.

****************************************************************

A Dra. Uzumaki Kushina chegou em sua sala com alguns raios X de um paciente na mão quando viu um jovem loiro sentado em sua cadeira, vestido com uma camisa laranja com preto e calça jeans. Ela se aproximou do jovem e disse:

- Filho, o que está fazendo aqui?

O loiro levantou e foi até a mãe dando-lhe um beijo na bochecha:

- Vim ver a médica mais gata daqui desse hospital.

Kushina sorriu e disse:

- Hum, mas você não tem mais o que fazer além de vir aqui visitar a sua velha mãe no trabalho não? Tantas menininhas bonitinhas por aí pra você paquerar.

Naruto olhou para a mãe:

- Ah kaa-san, sabe que desde que a Sakura-chan casou com o baka do teme eu não tenho achado nenhuma garota interessante.

Kushina achou graça e disse:

- Como não? E as suas primas? Tayuya e Sasami são caidinhas por você.

Os dois começaram a rir. Mas de repente Naruto ficou sério ao lembrar-se do verdadeiro motivo da visita. Estava preocupado com o pai porque a mãe o havia mandado sair de casa dois dias antes por causa de uma discussão:

- Kaa-san, e o tou-san, não vai voltar mesmo pra casa? Não acha que já está na hora de vocês fazerem as pazes?
Kushina cruzou os braços e fez uma expressão de poucos amigos:

- Não, e acho que isso é algo entre eu e seu pai, que você não deve se meter. Ele sempre soube que valorizo muito minha carreira e que não tenho nada com o Dr. Yamato. Somos apenas colegas de trabalho e ele me ofendeu com aquelas insinuações bobas.

Mas eles não puderam continuar com a conversa porque logo o auto falante anunciou:

- Dra. Uzumaki Kushina, emergência na sala de cirurgia.

Então ela disse:

- Gomen filho, mas teremos que conversar mais tarde porque agora tenho uma emergência na cirurgia.

Deu um beijinho na bochecha do filho e saiu,
Naruto então decidiu ir embora caminhando pelos corredores do hospital quando avistou uma linda moça de cabelos azuis e olhos perolados.

Naruto então decidiu ir embora caminhando pelos corredores do hospital quando avistou uma linda moça de cabelos azuis e olhos perolados.

Sabia que a conhecia de algum lugar, e geralmente quando achava algum rosto familiar é porque realmente já havia visto a pessoa antes.

Foi então que veio em sua mente a imagem de uma menininha de cabelos da mesma cor só que curtos e olhos perolados com roupas de colegial que ele logo lembrou ser amiga de Sakura.

Lembrou-se também de seu nome, Hinata.
Não costumava conversar muito com ela e a achava meio estranha por ela ser muito tímida e sempre que tentava trocar algumas palavras ela ficava vermelha que nem um pimentão e ele nunca entendeu o por que.

De repente a menina havia se distanciado de todos e não andava nem mesmo com Sakura mas sempre fora muito quieta e ficava sempre pelos cantos até que um dia ela não estava mais na turma e ele não sabia dizer exatamente quando aconteceu.


Vendo-a ali de cabeça baixa pensou que ela devia continuar a mesma garota tímida e recatada de sempre, porém havia se tornado uma moça muito bonita.

Aproximou-se dela e decidiu falar com ela:

- Hinata-chan, lembra de mim?
Ele disse com seu típico sorriso alegre nos lábios.

Ao ouvir uma voz chamando seu nome Hinata congelou por dentro.
Fazia tempos que não ouvia alguém a chamando desse jeito.

Pelo menos não por uma voz que não fosse a de Anko.
A maioria das pessoas a chamavam apenas de Mariko, seu nome na prostituição.
Levantou a cabeça e deu de cara com um jovem loiro muito bonito e dois olhos azuis da cor do oceano que conhecia muito bem.

Um sorriso alegre que apenas ele tinha, mas havia mudado muito também. Estava mais alto, mas forte e ainda mais belo.

O reconheceria em qualquer lugar, por mais que estivesse mudado.
E por incrível que pareça sentiu a mesma timidez de anos atrás tomando conta de si.

O que era ridículo a seu ver, já que não era mais nenhuma menina inocente. Já havia transado com vários homens e por isso já se considerava uma mulher experiente. Uma prostituta. Não era mais uma menininha diante de seu amor platônico. Ou será que ainda era?

Ao vê-lo ali durante alguns segundos perdeu-se nos olhos dele até que finalmente conseguiu dizer com uma voz doce:

- Naruto-kun?

Os olhos de Naruto brilharam de felicidade ao ver que a moça o havia reconhecido:

- Sim Hinata, eu me lembro de você, estudou comigo no ginásio. Você era amiga da Sakura, não é?

Sakura, a lembrança da amiga dos cabelos rosados com aquele jeito engraçado dela sempre competindo com Ino pra ver quem ganhava o coração de Uchiha Sasuke lhe veio e ela sorriu:

- Sim, eu era, mas faz anos que não tenho notícias dela. Você a tem visto?

Naruto não fez uma expressão muito satisfeita com essa pergunta. Hinata lembrou-se de que o loiro sempre fora apaixonado por Sakura, mas esta só tinha olhos para o moreno Uchiha:

- A última vez que eu vi foi quando ela se casou com o Sasuke, no mês passado.

Hinata arregalou os olhos surpresa com aquela notícia. Pensou que Naruto estava brincando no começo, já que o jovem sempre fora brincalhão. Ela se lembrava do Uzumaki aprontando todas no colégio:

- Sério aquele Uchiha Sasuke de quem ela gostava?

Naruto confirmou:

- Uhum! Ele mesmo, começaram a namorar finalmente no segundo ano, o teme também gostava dela, mas era orgulhoso demais pra admitir e também como era meu amigo não queria atrapalhar meu lado até que uma hora não aguentou e acabou cedendo. Mas pelo menos estão felizes.
Hinata sentiu um misto de felicidade por saber que a amiga estava sendo feliz com o garoto de quem sempre havia gostado realizando seu sonho e tristeza porque ela mesma jamais realizaria o dela.

Naruto falante prosseguiu:

- E você Hinata-chan, o que faz por aqui? Não me diga que também se casou?

A moça na mesma hora negou sem graça:

- Hã...casada? Não Naruto-kun, e você?

Perguntou realmente interessada. Não que tivesse alguma esperança em relação ao jovem. Mas não sabia exatamente o porquê sentiu que ficaria desapontada se soubesse que ele havia se casado:

- Não Hinata-chan, ainda não encontrei alguém pra me amarrar de vez hehehehe

Disse com seu jeitão brincalhão colocando as mãos atrás da cabeça quando novamente os olhos pousaram sobre Hinata. Seu rosto, seus olhinhos que de repente pareceram brilhar seu jeitinho tímido de menina em contraste com seu belo corpo de mulher e realmente a achou interessante. Por que não? Talvez não conseguisse nada com ela por ela ser muito tímida e recatada. Mas não custava nada tentar, já que realmente estava afim de conhecer alguma moça que fosse legal e bonita:

- Hum... Hinata-chan, eu gostaria de ver você de novo. Que tal se você me desse seu telefone pra marcarmos alguma coisa tipo um cinema ou sei lá...

Hinata corou quase como nos tempos de escola com aquele convite inesperado.
Naruto querendo sair com ela! Se fosse quando tinha 12 anos certamente teria desmaiado com aquilo.

Ao ver a expressão dela Naruto sentiu um leve arrependimento achando que ela ia recusar. Mas para sua surpresa Hinata disse:

- Ir ao cinema com você? Claro Naruto-kun, puxa já faz muito tempo que não vou ao cinema.

Naruto então pegou o celular e pediu para que ela anotasse o número.
Hinata anotou e depois se despediram já que ele tinha que ir para um dos escritórios do pai e Hinata aproveitou para pegar seus exames.

Ao abri-los sentiu-se aliviada por saber que estava saudável e não tinha nenhum problema. Foi para a casa tentando conter a animação de ter reencontrado Naruto, afinal pensou que provavelmente ele não iria ligar.


Fim do Capitulo'

Um comentário:

  1. adorei a estoria muito boa tem continuação???quero mais!!!

    ResponderExcluir